Publicado por: rodrigobmpoa | 3 de setembro de 2009

Corvette 1957 – AMT ERTL 1:25 (Parte 9)

Olá prezados leitores;

Eu tenho a curiosidade de saber se essa epopéia do trabalho manual tem sido de alguma maneira útil para quem gosta de plastimodelismo,pois isso é determinante para a continuidade do blog. Além de determinante, a interação é importante para saber que rumos tomar nos próximos projetos.

Mas isso é filosofia demais e vamos ao que interessa🙂

Ontem à noite era o dia de começar a montar a carroceria, fazer o ajuste do interior do carro e também enfrentar o meu terror: pintar o friso das rodas. Ele tem a mesma cor (Cascade Green) da carroceria. Vejam a foto original(via http://nysportscars.com) :

Corvette rodas originais

Digo terror porque tenho um grande problema: eu tremo muito. Muitos anos atrás, quando eu era estagiário em uma empresa de automação industrial, me machuquei e fiquei com uma sequela que me fez perder um pouco de motricidade fina. Quase imperceptível, menos nessas horas.

Mas vamos à luta, munido do material (tinta e pincel Humbrol President 3/0) enfrentei a batalha:

Pintando rodas

Eis o resultado:

Frisos das rodas pintados

Uma coisa me ajudou nesse processo: Como os frisos eram uma espécie de “fenda”, eu molhava bem o pincel, e mais ou menos “derramava” a tinta e só ia conduzindo ela por dentro da fenda. Toda a pintura demorou mais ou menos uns 20 minutos, quando eu esperava levar cerca de uma hora.

Bom, chegou a hora de testar e encaixar a carroceria. Eu acabei mascarando os frisos cromados de novo, porque percebi que em função do verniz, ou de ter que manusear, os frisos escureceram. Então me preparei de antemão para um acabamento final com mais Chrome Silver da Aeromaster.

Encaixando carroceria/chassi 01

Optei por antes colocar o interior na carroceria e só depois colocar o chassi, que por, hehe, coincidência era o que o manual sugeria. Eu tenho um problema de às vezes esquecer de olhar o manual, acho que em função de montar tanta coisa que me acostumei com as etapas. Às vezes quando vejo me dou mal, como por exemplo com os escapamentos desse carro.

Vamos aos encaixes:

Interior 01Interior 2

E após, testar o encaixe, removi e coloquei o painel (na foto abaixo ainda com rebarbas, que eu tirei), antes de finalizar:

Painel 01Painel 02

Depois recoloquei o interior, coloquei o volante e repintei os acabamentos pra ficar bem feito e testei alguns cromados para testar:

Interior 03Interior 04O câmbio desse carro me atormenta. Ficou muito ruim. Vou seguir a dica do colega Oráculo na Camunidade de Plastimodelismo do Orkut (quem não participa dessa comunidade eu sugiro que o faça, só tem fera lá e todos são gente muito legal). A dica é usar um alfinete no lugar, com uma gota de araldite ou outra cola na cabeça para dar um realismo maior.

Após o interior, encaixei o chassi, que foi uma coisa muito fácil:

02092009954Chassi 02

Chassi 03

Por hora é isso pessoal. Vou trabalhar hoje nos cromados, e deixar pra finalizar os pneus e frisos no fim de semana.

Até a próxima!

RodrigoBM


Responses

  1. Show de bola em Rodrigo !!!

    tenho medo doa carros, para mim são os mais dificieis.

    []s


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: